Audiência Pública na Assembleia irá discutir nossa GREVE

Hoje,12/02, as atividades do 29º dia de GREVE também se concentraram na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Nessa semana mantivemos a GREVE incomodando os deputados Estaduais cobrando apoio.
Durante a manhã os trabalhadores da Fhemig, os servidores da Educação, dos Correios e Petroleiros, unidos, manifestaram contra o sucateamento do serviço público no estado e as ameaças de privatização desses serviços essenciais.
Os servidores da Segurança também estavam na ALMG para votação do projeto de Zema que concede um aumento salarial para categoria, a votação mais uma vez não ocorreu. Os deputados da oposição irão incluir uma emenda para que o reajuste seja feito para todo o funcionalismo.
Trabalhadores da Educação e Trabalhadores da Fhemig

Os servidores da Educação que estão de GREVE desde o dia 10/02 enfrentam problemas semelhantes com os da saúde, eles pedem melhorias nas escolas, reajuste salarial e o pagamento do piso nacional.
Durante o ato trabalhadores da Fhemig e da Educação uniram forças nas manifestações e programam mais atividades conjuntas para brigar pelas suas pautas e contra o governo Zema.
Na parte da tarde os grevistas da Fhemig permearam na ALMG, onde continuaram cobrando dos deputados apoio diante a nossa greve. Foram visitados novos gabinetes e retornamos a alguns que prometeram respostas.
Pressão na Assembleia Legislativa da resultado

A pressão na Assembleia Legislativa deu resultado e já conseguimos o apoio dos deputados da Comissão de Direitos Humanos e Comissão de Trabalho, Andréia de Jesus e Betão. Os deputados enviaram um requisito para presidente da Casa solicitando uma Audiência Pública específica para falar do sucateamento dos hospitais da Fhemig e da Greve dos trabalhadores da rede. Está prevista para acontecer no dia 18/02 às 15 horas.
Essa audiência é uma importante conquista, pois poderão ser convocados autoridades políticas como o Secretário da Saúde, Secretário de Planejamento e o Presidente da Fhemig. Teremos também toda visibilidade para confrontar o Governo e a Fhemig sobre a situação dos hospitais, dos trabalhadores e exigir um acordo de greve justo.
Já o deputado João Leite recebeu em seu gabinete uma comissão dos trabalhadores em greve e ouviu a explicação da nossa pauta e do movimento. Em seguida o deputado fez o contato com a Seplag e com o Secretário de Planejamento e Gestão, Otto Levy, solicitando que fosse retomado as negociações com os grevistas. Segundo João Leite o Secretário ficou de retornar até manhã com uma posição. Vamos continuar cobrando!

Deixe uma resposta