Atenção trabalhadores! Na última semana a Fhemig/Digepe enviou para unidades o Memorando FHEMIG/DIGEPE/CSGP.nº 71/2022 que trata de uma ordem para que os trabalhadores que participaram da Paralisação Nacional da Enfermagem, 21/09, paguem esse dia repondo o plantão. A orientação ainda traz confusão ao citar que há trabalhadores que não bateram ponto e saíram para paralisação e trabalhadores que bateram ponto.

O SINDPROS e ASTHEMG juntamente com o jurídico analisou o ofício e orienta aos trabalhadores que NÃO marquem essa reposição do dia 21/09. Os trabalhadores que participaram da paralisação devem entender que a PARALISAÇÃO foi considerada legal pela Justiça Mineira.

O jurídico ressalta que a Fhemig entrou com uma liminar para impedir a paralisação, mas foi derrotada na justiça. O Juiz analisou que a paralisação era justa e não traria prejuízo para os pacientes. Além de desmentir a Fhemig quanto ao prazo legal de aviso e as escalas feitas.

Com essa derrota a Fhemig não pôde impedir a paralisação e o caso será levado para uma audiência de conciliação. O que significa que a justiça ainda poderá analisar essa ação movida pela Fhemig.

Sendo assim, o SINDICATO orienta aos trabalhadores que não marquem a reposição do dia da paralisação de 21/09, pois ainda está em julgamento pela Justiça. O SINDPROS também encaminhou esse questionamento a Fhemig, as direções dos hospitais e também ao Juiz que julgou a liminar.

By asthemg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *